Uma madrugada de milagre

Quando vivíamos no Norte da África, tivemos o privilégio de sentir bem de perto a realidade da Igreja Sofredora, o que para nós foi um grande presente. Num dos encontros com um dos líderes mais ativos daquela região ouvimos uma história espetacular.

 

Fazia alguns meses que aquele líder já dirigia um grupo em sua casa (reuniões secretas). Um dos integrantes do grupo vivia em outra região da cidade, e foi com ele que teve início aquela "noite diferente”. Ele era porteiro de um prédio na capital do país e percebeu que havia um pai muito aflito devido a uma situação peculiar que envolvia um dos seus filhos: uma possessão demoníaca. Na crença islâmica também existe tal fenômeno, porém para eles demônios não são anjos, mas sim seres espirituais chamados de jinnis, os quais tem vontade própria, podendo ser do bem ou do mal, e o mais poderoso deles é Satanás.

 

O desespero daquele pai o levou a buscar primeiramente um líder islâmico, mas não houve sucesso. Desejoso de ver seu filho livre daquela situação, aquele homem quebrou um protocolo cultural/religioso e apelou para um líder judeu (naquele país há uma pequena comunidade judaica com certa liberdade de culto). Mas também não obteve êxito. Foi quando o porteiro (nosso irmão em Cristo) entrou em ação. Ele chamou ao pai para uma conversa privada e lhe disse: “Eu conheço alguém que pode ajudá-lo nessa situação”. E passou o telefone do líder da igreja sofredora.

 

Nosso irmão foi acordado por volta das 2 da manhã e, ao perceber que era um número desconhecido, resolveu não atender. Mas aquele pai seguiu insistindo, até que o pastor o atendeu. Ele ouviu a história, achou muito estranho tudo aquilo, acreditou ser uma cilada da policia secreta para o prender, e decidiu encerrar a ligação. Ao voltar a dormir, não conseguiu. Girava para cá, para lá, e a voz daquele pai não saía de sua mente. Até que decidiu se levantar, ligou novamente para o número já registrado em seu celular e partiu para encontrá-lo.

 

Ao chegar na casa, percebeu que estava ali nosso irmão porteiro, o que trouxe lhe mais tranquilidade. Entraram todos na sala onde estava o menino que necessitava ser liberto, e o pastor se dirigiu a todos dizendo: “Eu, nada posso fazer para libertar vosso filho dessa situação, mas conheço e sirvo alguém que é o único que pode fazer isso de uma vez por todas. Seu nome é Jesus Cristo, o Filho de Deus, nosso Eterno Senhor e Salvador. E é pelo nome Dele que declaro libertação agora de vosso filho”.

 

Naquele exato momento, o menino foi liberto daquele espírito e houve uma festa naquela madrugada, naquela casa. Hoje, toda a família segue ao Mestre Jesus. E no mesmo cômodo da casa, onde houve aquele milagre, funciona semanalmente uma reunião da Igreja Sofredora. Outros mais estão chegando ao grupo ao conhecerem sobre aquela madrugada de milagre.

Caleb Mubarak
missionário no Mundo Árabe