A solidariedade de Abdallah

Abdallah é cristão há mais de 30 anos. Sua valentia e perseverança em seguir ao Senhor já não o coloca em tantos perigos como na juventude, quando era apenas um cadete no exército, e em sua corporação por muitas vezes apanhava e ia continuamente para a prisão por conta da nova fé. 

Hoje, ele até frequenta uma igreja regularmente e já não é incomodado pelas autoridades religiosas. Conhecê-lo foi um grande presente para nós. Foi com ele que participamos de nossa primeira reunião secreta com cristãos no Oriente Médio. Ele nos ensinou como deveríamos nos comportar, o que dizer e o que não dizer. Lembro-me de desfrutarmos muito daqueles encontros. 

O que nos chamava a atenção era o coração de Abdallah. Ele sempre pensava nos cristãos recém-chegados à fé. Por vezes levava-me durante a madrugada a encontros com os novos irmãos, geralmente imigrantes no país e vindos principalmente do Norte da África. 

 

Uma vez lhe perguntei o porquê de agir daquela maneira, e ele com um sorriso no rosto, disse: “Eu sei bem o que eles estão e irão enfrentar. Se não forem animados e ajudados agora, certamente não aguentarão o peso sobre eles e retornarão ao Islã. Não posso deixar isso acontecer. Assim como fui ajudado, hoje é minha vez de fazer algo por esses preciosos irmãos.

Aqui em casa, sempre nos lembramos do irmão Abdallah e continuamos ouvindo boas coisas sobre ele e de seu imenso coração, sempre disposto a ajudar os novos na fé.


 

Caleb e Rebeca Mubarak

missionários no Mundo Árabe