Perseguidos, mas não abandonados

Sabe quando paramos e pensamos em tudo o que está acontecendo aqui ficamos maravilhados com a grandeza do Poder de Deus. Nós nos sentimos emocionados com essa comunidade de gente que ama missões e é maravilhoso fazer parte disso.

Os crentes do Sul e Sudeste da Ásia enfrentam pressões diárias que mal podemos imaginar. Pressões que podem colocar suas próprias vidas e de suas famílias em risco.

Ao mesmo tempo, esses seguidores corajosos estão mudando para sempre o cenário social e espiritual dos seus países. Eles são, e sempre serão, os nossos heróis da fé. 

Abaixo segue um relato de um dos nossos obreiros, parceiro no servir:

Assim que terminamos o treinamento, passamos para o momento de oração. Cada um começou a citar o seu pedido de oração. A cada pedido citado, eu sentia um aperto forte no peito. Um homem levantou e disse que tinha sido espancado e teve que correr para fora de sua aldeia. Ele tem sofrido ameaça e pressão. Caso ele não retorne para sua religião anterior, corre o risco de nunca ver sua família novamente. Ele humildemente pediu oração por sua esposa e filho e também nos pediu para orar por aqueles que o ameaçaram, para que eles também possam vir a conhecer Jesus. As lágrimas inundaram os nossos olhos quando oramos juntos". (Gordon e Nina*, trabalhadores no Sul da Ásia). 

Vamos, juntos, levantar um clamor em oração por esse povo! Ore pelos nossos obreiros que estão pregando o Evangelho, não importando as consequências. O trabalho precisa avançar. Para isso, precisamos alcançar o alvo do Dia Especial de Missões Mundiais neste ano de 2019. Mobilize sua igreja para orar e enviar sua oferta o quanto antes. 

Muito obrigado (धन्यवाद - dhanyavād) 

Pr. Fábio Costa
Coordenador missionário para o Sul e Sudeste da Ásia